Cibele Vieira é coordenadora geral do Sindipetro/SP e conta com detalhes o histórico dessa greve nacional que iniciou no dia 29 de Outubro. Os grandes meios de comunicação insistem em manipular as informações e enganar o povo brasileiro sobre as principais reivindicações dos trabalhadores.

Não temos dúvida em afirmar que essa é uma greve por direitos trabalhistas, mas também pela soberania de nosso povo, já que questiona o Plano de Desinvestimento anunciado pelo governo/Petrobras e é contra a quebra do monopólio da Petrobras para a extração do petróleo no Pré-Sal. Segundo Cibele, as dúvidas a respeito da política de gestão da empresa para os próximos anos, deixa a categoria refém da privatização, das terceirizações e consequentemente da perda de salários e benefícios.

No meio de tanta corrupção e desvio de dinheiro, os trabalhadores lutam para manter a Petrobras de pé, como patrimônio público fruto de décadas de suor, sangue e vidas de milhares de brasileiros e brasileiras. Só esse ano, 19 petroleiros morreram trabalhando.

Não podemos vacilar. As grandes indústrias petrolíferas estão de olho em nossos recursos naturais e tanto no governo quanto no congresso, existe uma monte de “gente boa” querendo entregar tudo isso à troco de banana. Cibele alerta, um dos principais inimigos dos trabalhadores é o projeto de lei 131, apresentado pelo senador José Serra (PSDB/SP).

Mais informações sobre a greve:

Federação Única dos Petroleiros – FUP
http://www.fup.org.br/

Federação Nacional dos Petroleiros – FNP
http://fnpetroleiros.org.br/